Arquivos do Blog

Prêmio Operário: Revelação

Esse prêmio não é apenas para os atores que estão fazendo sua primeira série, mas sim para todos que tiveram um progesso na carreira, finalmente sendo reconhecidos.

Kaitlyn Dever (“Justified”)

Ela fez parte do grande arco da temporada, e tudo estaria perdido se uma atriz certa não fizesse justiça ao incrível roteiro. E ela foi a atriz certa. Disputou a atenção com Margo Martindale, Timothy Olyphant e Jeremy Davies, e quase sempre conseguia se sobressair.

Outros Indicados:

Emilia Clarke (“Game of Thrones”)
Jeremy Allen White (“Shameless”)
Maisie Williams (“Game of Thrones”)
Emma Kenney (“Shameless”)
Lucas Neff (“Raising Hope”)

Vencedores Anteriores – 2009 – Jill Scott (The nº 1 Ladies’ Detective Agency), 2010 – Danny Pudi (Community).

Anúncios

Prêmio Operário: Atriz Convidada (Drama)

ATRIZ CONVIDADA (DRAMA):

bscap0024CCH POUNDER como Andrea Curtin em “The No 1 Ladies’ Detective Agency”

Quem me conhece sabe como valorizo muito mais uma atuação sutil do que àquelas que apelam para o explícito como modo de expressar as opções. Pois, nada melhor do que alguém que sabe usar os olhos, as expressões do rosto e uma linguagem corporal para demonstrar o que está sentindo. E é isso que CCH Pounder faz em sua participação nessa série, como uma mãe em busca do filho perdido.

Outras Indicadas:

Lizzy Caplan (True Blood)
Lois Smith (True Blood)
Adina Porter (True Blood)
Christina Ricci (Saving Grace)
Melinda McGraw (Mad Men)

Vencedoras Anteriores: 2007 – Kate Burton (Grey’s Anatomy), 2008 – Mare Winningham (Boston Legal).

Prêmio Operário: Direção Drama

DIREÇÃO DRAMA:

ladies

Anthony Minghella – The No 1 Ladies’ Detective Agency (“Pilot”)

Pode parecer exagero, mas esse episódio, o primeiro da série, talvez seja a melhor coisa que Minghella já tenha dirigido em sua carreira. Claro, afirmo isso com base nos filmes que vi dele, e não foram todos, mas aqui ele conseguiu aliar o seu jeito clássico (que por muitas vezes é chamado de maçante), com o modo calmo, mas ao mesmo tempo furioso de Botswana, saindo do lugar comum de séries procedurais, além de tirar o máximo das talentosas Jill Scott e Anika Noni Rose.

Outros Indicados:

Alan Ball – True Blood (“Pilot”)
Alan Taylor – Mad Men (“The Mountain King”)
Bryan Cranston – Breaking Bad (“Seven Thirty Seven”)
Jeffrey Reiner – Friday Night Lights (“Underdogs”)
Wayne Rose – Battlestar Galactica (“Blood on the Scales”)

Vencedores Anteriores: 2007 – Juan José Campanella (House M.D. – “One Day, One Room”), 2008 – Vince Gilligan (Breaking Bad – “Pilot”)